Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Comentários recentes

  • feldades

    Renato, essas fotos devem estar abrigadas em "nuve...

  • feldades

    Uma sobrinha resolveu o problema e minha alegria v...

  • Anónimo

    Sou eu, Renato.

  • Anónimo

    Perdi todas as fotos do meu celular, desde 2019. P...

  • Sandra

    Hoje em dia, as crianças já sabem mais de tecnolog...






CAÇA À JARARACA

por feldades, em 12.05.17

O arredio leitor não se assuste. Não farei uma defesa apaixonada de Lula neste “ensaio”, mas também não lhe farei ataques, pois de safanões ele não carece e deve estar com o lombo ardendo de tanto apanhar. Ademais, o meu político favorito nem é brasileiro, mas uruguaio. Gosto do “Pepe Mujica”. Aquele, sim, quando no exercício do mandato, manteve a simplicidade, dirigindo seu fusca e continuou morando no mato, numa chácara da família. De seu ordenado como presidente do Uruguai, noventa por cento eram doados para instituições de caridade. Se atualmente meia de dúzia de nações estivessem sob o comando de “Mujicas”, a humanidade estaria curando suas chagas e se redimindo de seus males.

 

Volto ao Lula. Essa “jararaca” é o alvo da caçada que se empreende. As miras do Judiciário, no entanto, não estão no homem, mas sobre o que ele representa. Há contra Lula mais de uma centena de ações em diversos tribunais espalhados pelo País. Enquanto não o puserem sob ferros ou o impedirem de disputar eleições, não haverá trégua. Convocado pelo “justiceiro de Curitiba”, Lula teve de explicar a origem de um apartamento e de um sítio. Ora, alguém que governou o País por oito anos ser acusado de ganhar um apartamento e um sítio?... Isso parece caso de vereador de província e em primeiro mandato. Acredito que um presidente da República, no “ofício de seu vício”, compraria apartamentos em NY, Paris, Londres... ou poços de petróleo na Arábia Saudita. Jamais um sítio com pedalinhos pra lá de brega e apartamento em Guarujá. 

 

Quem leu alguns livros de história conhece a trajetória de Getúlio Vargas e pode compreender o momento que vivemos. Aquele gaúcho, um político multifacetado e polêmico, destorceu o centro do poder, mudando para o Sul o centro de gravidade da política nacional. Mas os oligarcas paulistas e mineiros não lhe deram sossego. Aconteceu a tal Revolução Constitucionalista, logo depois a ditadura do Estado Novo, a queda do “caudilho”, o retorno do “velhinho” e, finalmente, o suicídio do “pai dos pobres”. Agora os tempos são outros, mas a hipocrisia e a desfaçatez permanecem inalteradas, pois vivemos sob o jugo de um governo ilegítimo e despótico, um parlamento venal e um judiciário corporativista e vingativo.

 

Afirmo nestas linhas, já encerrando, que Lula não é ladrão; sendo, é um bobalhão que nem se presta a “roubar decentemente”. Jânio quadros, que entrou na política pobre, morreu deixando sessenta e seis imóveis. Quantos são os imóveis de Lula? Já Paulo Maluf é um cara esperto. Mantém, segundo a Agência Estado, suspeitosos 340 milhões de dólares no exterior, embora fosse obrigado a devolver à prefeitura paulistana um pouco mais de oitenta milhões de reais. Maluf não é investigado pela Lava Jato, não é fustigado pela mídia e nem corre risco de ser preso.

 

Lula não é Getúlio. Como uma “jararaca mal matada”, ele ainda dá seus botes, mas, para gozo de seus desafetos, não disputará eleições. Com sorte, passará seus tempos finais no ostracismo; com menos sorte, na carceragem; sem sorte alguma, terá o destino de Getúlio ou de Juscelino.

 

Em 2018, aprofunda-se o caos. Ah, não vai dar e eu terei que me mudar para o Uruguai. Quero morar naquela Pasargada, que já foi a nossa “Província Cisplatina”.

 

FILIPE

Autoria e outros dados (tags, etc)


4 comentários

Sem imagem de perfil

De Everton Souza a 13.05.2017 às 11:50

Jararaca de verdade é o ex-presidente do Uruguai, rsrs. Concordo sobre o Pepe Mujica.
Sobre o Lula, acho que era mais fácil enquadrá-lo no Mensalão do que agora nessa ação, que é paupérrima de provas.
Sobre o Lula ainda, ele disputará eleições, sim. E digo mais: ganhará e com meu voto para endossar a sua "jararaquisse".
Imagem de perfil

De aureliano a 13.05.2017 às 13:08

Lula disse, no depoimento ao Moro, que tinha consciência de que não poderia errar no governo, uma vez que era um metalúrgico, representante da classe trabalhadora e pobre que assumira a presidência da república. Tudo bem que ele pode não ter errado. Mas vários integrantes de sua equipe de governo erraram feio. Mais do que isso, pecaram mortalmente ao entrarem no mesmo esquema de ganância, de corrupção, de sede de poder da direita brasileira. E o Brasil sofre as consequências deste pecado. Se o governo petista tivesse tomado o caminho da honestidade, certamente teríamos um país diferente. O processo de avanço, de saída da miséria, de emprego e renda, de pão na mesa de todos os brasileiros não estaria ameaçado.
O que ocorre agora é que, aqueles que haviam perdido as mamatas do poder, estão de volta, em consequência do erro, do pecado mortal de integrantes da equipe do governo petista.
Infelizmente, estamos pagando um preço muito alto pelos erros, pelos pecados do Governo do PT. E os governistas (golpistas) de hoje estão se aproveitando da situação para se enriquecerem ainda mais às custas da miséria e sofrimento dos pobres. As concessões e anistias que o governo Temer está fazendo aos endinheirados do Brasil e do exterior, é um descalabro, um pecado que brada aos céus.
As reformas trabalhista e previdenciária vão jogar os pobres na sarjeta: estão sendo efetivadas por patrões, por gente de vida economicamente estável, por parlamentares cujos interesses políticos e econômicos estão sendo plenamente atendidos. O Brasil está andando para trás.
Mas ainda mantenho a esperança. Se conseguirmos revogar o golpismo, poderemos fazer com que o pão volte a ser abundante na mesa dos pobres.
Sem imagem de perfil

De frei Gabriel a 13.05.2017 às 21:39

É fato ululante que o julgamento de Lula é muito mais político do que estritamente jurídico, até mesmo ao se constatar a apresentação de prova que não prova nada, como aquele documento não assinado... Ficou ridículo para o togado!
Mas, concordo com Pe. Aureliano. Os governos de esquerda que tivemos anteriormente pecaram feio!!! Em nome da continuidade de um governo, dito de esquerda, brincaram com a esperança de milhões de brasileiros, fazendo acertos de todo o jeito, em nome sempre da governabilidade! É como alguém disse insensatamente uma vez: se for preciso faço aliança até com o Demo!
Foi esse tipo de aliança, de busca de sustentabilidade no poder, que destroçou com a sustentabilidade ética e depois, consequentemente a política de um projeto que tinha muita coisa boa para o povo!
É inegável que essas práticas puramente utilitaristas quebraram o Brasil. É como se se dissesse: se fulano é do nosso lado, então ele é o cara que precisamos! Mas, as coisas nunca funcionam assim. Alguém pode ser ferrenho adepto de uma ideologia, mas sua motivação pode ser completamente fora da ética!
Uma lástima vivemos, com quase nenhuma luz para os próximos anos: Em quem votaremos como homens públicos, que representem de fato a boa vontade de construir um Brasil mais justo e fraterno? A esquerda representou para muitos durante anos um projeto possível. Hoje, assistimos, para além dos interesses puramente vindicativos da antiga corja que sempre explorou nosso país, políticos antes creditados, a cada dia expondo seus desmandos, apreendidos pela investigação.
Deus nos salve!
Imagem de perfil

De feldades a 14.05.2017 às 10:53

O sistema de governança é de coalizão. Nenhum chefe do Executivo consegue governar apenas com os “bons”, e isso vale para as três esferas de Poder: federal, estadual e municipal.
Mas é preciso fazer um balanço: houve avanços?
Outra pergunta: a quem interessa o fim do PT?

Comentar post





Comentários recentes

  • feldades

    Renato, essas fotos devem estar abrigadas em "nuve...

  • feldades

    Uma sobrinha resolveu o problema e minha alegria v...

  • Anónimo

    Sou eu, Renato.

  • Anónimo

    Perdi todas as fotos do meu celular, desde 2019. P...

  • Sandra

    Hoje em dia, as crianças já sabem mais de tecnolog...