Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Comentários recentes

  • Anónimo

    Obrigado, Mano,por mais uma bela crônica sobre nos...

  • Anónimo

    Que triste pensar nas “ruínas” que já foram palco ...

  • Anónimo

    Que dizer?Esperar para crer?Crer que não adianta e...

  • Thais

    Que texto lindo!! Me emocionei com suas palavras. ...

  • Anónimo

    Só não conheci o Sr. José pessoalmente, mas sei ...






FELDADE

por feldades, em 21.02.14

Feldade: O que denota fel; o que se refere a amargo; acrimonioso, amaro. “As suas palavras exprimiam uma recôndita feldade, não obstante a tentativa em disfarçá-la” – Ob. Comp. de A. I.

 

Caro e raro leitor, a definição de “feldade” não pode ser encontrada em dicionário, porque este verbete não existe oficialmente; muito menos “A.I.” (autor inexistente) de cujas “Obras Completas” foi extraída a frase que ilustra o emprego do termo ora criado.

 

Digo “não existe oficialmente”, pois não se pode apontar, jamais, a inexistência de uma palavra. Toda palavra passa existir a partir da primeira vez em que é pronunciada, e se consolida através do registro gráfico em algum texto, obra literária etc. Desta forma, uma palavra pode sobreviver por apenas alguns instantes ou varar milênios. Quem foi o primeiro a pronunciar e a grafar a milenar palavra “Roma”? Não se sabe e nunca se saberá – diversamente de “brandonice” e de sua irmã “feldade”, que acaba de ser gerada e cuja paternidade assumo. Fuçando na WEB, porém, pode-se deparar com esta “cria”. Há pelo menos dois textos cujos títulos se compõem deste “meu” verbete. Mas estão trocando as biroscas e confundindo “fealdade” com “feldade”. A primeira é filha legítima da Língua Pátria. Está dicionarizada e é associada ao antônimo de belo, ao feio; enquanto que “feldade” – esta bastardinha que tentei registrar no “Dicionário inFormal” – se relaciona a fel, pois assim eu quis.

 

Bastarda ou não, esta palavra tornou-se o domínio deste novo blog que ora lhes apresento. Sob o signo de “FELDADES” pretendo dar continuidade por algum tempo às quinzenais publicações. FELDADES sim, pois a vida que concebo é permeada de fel. É amarga, como amargo é o mate que me acompanha durante estas errâncias; ou o chocolate, o lúpulo, o tanino, o cotidiano, a saudade. Venham comigo e não me deixem a sós, pois um homem solitário é um homem amargamente perigoso.

 

FILIPE

Autoria e outros dados (tags, etc)


6 comentários

Sem imagem de perfil

De Carlos Lopes a 21.02.2014 às 20:27

Gostei da "NOTA DO AUTOR", você além de honesto foi muito criativo.Prefiro Feldade (aderi a palavra); o doce ilude e o pior de tudo, mela.
Continuarei fiel.

Carlos Lopes
Sem imagem de perfil

De Rosana a 22.02.2014 às 00:59

Carlos, você deveria criar um blog e escrever. Você é muito bom nisso.
Sem imagem de perfil

De filipe a 22.02.2014 às 02:02

O Dicionário inFormal acaba de inserir definição para o verbete "feldade". O autor é Totó - uma homenagem que fiz ao cãozinho de papai.
Sem imagem de perfil

De Ana Miriam Rossi a 23.02.2014 às 19:56

Boa Tarde!
Filipe, estou muito feliz em poder comentar suas postagens novamente. Sempre acompanho, porém não conseguia deixar meus comentários. Não quero comentar essa sua postagem, pois me deixou com gosto amargo de fel. Brincadeira.kk
Imagem de perfil

De feldades a 24.02.2014 às 22:42

Está comentado.
Viu como é fácil?
Vamos fazer disto aqui um verdadeiro brejo, já que estamos no blog do sapo... vamos coaxando.

Sem imagem de perfil

De Eduardo de Lima a 24.02.2014 às 22:37

Sempre estou lendo suas postagens. Tenho é preguiça de comentar mesmo.
Bem vindo ao SAPO

Comentar post





Comentários recentes

  • Anónimo

    Obrigado, Mano,por mais uma bela crônica sobre nos...

  • Anónimo

    Que triste pensar nas “ruínas” que já foram palco ...

  • Anónimo

    Que dizer?Esperar para crer?Crer que não adianta e...

  • Thais

    Que texto lindo!! Me emocionei com suas palavras. ...

  • Anónimo

    Só não conheci o Sr. José pessoalmente, mas sei ...