Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Comentários recentes

  • Anónimo

    Obrigado, Mano,por mais uma bela crônica sobre nos...

  • Anónimo

    Que triste pensar nas “ruínas” que já foram palco ...

  • Anónimo

    Que dizer?Esperar para crer?Crer que não adianta e...

  • Thais

    Que texto lindo!! Me emocionei com suas palavras. ...

  • Anónimo

    Só não conheci o Sr. José pessoalmente, mas sei ...






O ESTADO LAICO

por feldades, em 08.12.17

Publicado na "Tribuna de Amparo" - edição de hoje.

 

O Brasil está em chamas. As “temerárias” labaredas já queimam direitos sociais e chamuscam liberdades individuais, delineando um horizonte tenebroso via reformas. O primeiro desses remendos fez ressurgir, com ares de modernidade, a infame escravidão, que a Justiça tem combatido em seus primeiros movimentos. E querem votar, ainda neste ano, a reforma da Previdência!... Por que não estabelecem o teto do INSS a todos os viventes aposentados deste pais? Seria tão simples e quem quisesse mais, que contribuísse por fora.  Dessa forma, sobraria dinheiro até para o salário mínimo dos trabalhadores rurais aposentados. Os lavradores – na opinião dos “barnabés engravatados”, acredite – são os maiores responsáveis pelo rombo no “casco previdenciário”.

 

Não se sabe por quê, mas enquanto o incêndio avança, as panelas, que tanto estardalhaço fizeram tempos atrás, estão mudas. Não se ouve sequer um rangido de frigideira ou um roçar de colher de pau. As caçarolas fugiram do fogão, não por terem sido amassadas, mas porque o preço da “botija” está nas alturas. Já são seis aumentos no preço do gás de cozinha em apenas seis meses! Não dá mesmo para usar o fogão, mas o fogo dos manifestantes está aceso e bem vaporoso. Desta vez, porém, aqueles “foliões” investem contra inocentes museus e suas mostras de artes plásticas. Esses arautos da decência pública ficam mais ruborizados com as ‘pudendas desnudas’ de um artista performático do que com o crescente choro das crianças sem creche, o grito desesperado dos desempregados ou com o gemido dos indigentes entulhados nas praças e calçadas.

 

Solução à vista! Na cidade de Amparo, aqui aos pés da Mantiqueira, alguns vereadores desvendaram um mistério, que poderá resolver os problemas da humanidade. Após longa e exaustiva investigação, descobriram o grande responsável pelas mazelas desta simpática, mas incógnita ‘paróquia’: um crucifixo. Resolveram, então, que aquela inofensiva imagem não mais poderá permanecer na parede do Plenário. No mais genuíno diversionismo, esses vereadores destorcem o foco de assuntos urgentes para essa irrelevância. Enquanto seu chefe, digo o chefe do Executivo, cria secretarias para pendurar cabos eleitorais, aumenta tributos e descuida da cidade, esses edis se divertem numa ruidosa demagogia em nome da ‘laicidade’.

 

Se é para ter um Estado “autenticamente laico”, como querem alguns vereadores amparenses, faz-se necessário mudar o nome de estados, cidades, ruas etc. Por fim, quem sabe, demolindo o Cristo Redentor, o Rio de Janeiro voltará a ser lindo?...

 

FILIPE

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Imagem de perfil

De aureliano a 08.12.2017 às 13:04

Esse pessoal tem ações parecidas com os assaltantes de bancos: distraem a polícia com tiroteios ou ruidosos movimentos em outro lugar enquanto explodem bancos e caixas eletrônicos levando vultosa fortuna. Quando a polícia acorda, já se foram. Assim está agindo o atual Governo: distrai a população com novelas, disputatio sobre "sexo dos anjos" e coisas do gênero para camuflar os rombos que fazem aos cofres públicos todos os dias. E pobres cada vez mais pobres.

Outra coisa: ontem o MPF entregou mais 654 milhões de reais à Petrobrás. Somado a valores anteriores, temos 1,47 bilhões. O valor que esperam recuperar é de 11 bilhões. Mas pergunto: a devolução desse dinheiro recuperado e os lucros anunciados que a Empresa está gerando não deveriam fazer cair o preço do combustível e do gás de cozinha? Por que está aumentando a cada dia? Isso sem falar da anistia às dívidas das empresas subsidiárias da Petrobrás que a Câmara acabou de conceder. Aonde vamos parar? Que País é esse!?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 08.12.2017 às 14:06

Lucia Bastos:
Estou muito incomodada com essa situação, não só eu mas muitas pessoas que eu convivo, como muitas outras parece não dar a mínima atenção, é como se não tenho nada com isso. Estamos pagando o preço pela falta de investimento em educação e infraestrutura básica, nesse país. até quando sobreviveremos é uma incógnita. Muito boa sua crônica! abraço Felipe Moura Lima!

Comentar post





Comentários recentes

  • Anónimo

    Obrigado, Mano,por mais uma bela crônica sobre nos...

  • Anónimo

    Que triste pensar nas “ruínas” que já foram palco ...

  • Anónimo

    Que dizer?Esperar para crer?Crer que não adianta e...

  • Thais

    Que texto lindo!! Me emocionei com suas palavras. ...

  • Anónimo

    Só não conheci o Sr. José pessoalmente, mas sei ...