Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Comentários recentes

  • feldades

    Renato, essas fotos devem estar abrigadas em "nuve...

  • feldades

    Uma sobrinha resolveu o problema e minha alegria v...

  • Anónimo

    Sou eu, Renato.

  • Anónimo

    Perdi todas as fotos do meu celular, desde 2019. P...

  • Sandra

    Hoje em dia, as crianças já sabem mais de tecnolog...






PREDADORES NO WHATSAPP

por feldades, em 04.12.22

Dias atrás, enquanto eu tentava escrever sobre o natalício de meu pai, uma mensagem no WhatsApp mudou meu foco. No canto inferior direito do computador, minha filha me perguntava se eu tinha um tempinho para atendê-la. Claro que eu tinha e mudei a tela para as mensagens do zap-zap, que brotavam céleres.

 

Há tempos, talvez um mês, eu soube que o celular de minha filha havia quebrado, embora ele continuasse sendo usado. Contudo, certo dia “ela” me mandou mensagem, dizendo que agora passaria a usar outro aparelho enquanto aquele seria consertado. A partir de então, ela se comunicaria comigo por outro número e achei razoável que isso pudesse acontecer, não me ocorrendo que o chip poderia ter sido transferido para o novo aparelho sem qualquer transtorno.

 

Bom, naquele dia interrompi a crônica sobre o papai e passei a trocar mensagens com “minha filha”, que precisava urgentemente pagar uma conta, mas com esse celular ela estava sem acesso à sua conta bancária. E disse mais: tão logo o aparelho ficasse pronto, ela me pagaria. Ah, a fatura era urgente e quente: mil quatrocentos e setenta reais!

 

Como minha filha anda adoentada e tem feito alguns procedimentos médicos, entendi que algo pudesse estar acontecendo com suas finanças. Pedi o pix do favorecido – que me foi passado sem demora – abri o aplicativo do banco, descarnei minha magra poupança e já ia transferindo para o número que me foi passado. De repente, pensei: e se for golpe?! Será que essa é a minha filha mesmo?...

 

Voltei ao zap e, muito desconcertado, confesso, propus um teste: “Filha, desculpas, vou transferir o dinheiro que você precisa, mas preciso saber se é você mesma. Estou preocupado porque uma amiga caiu num golpe (menti).” Ela respondeu com uma figurinha que denotava algo entre surpresa e decepção. Abro parênteses para confessar minha ignorância em redes sociais. Eu não entendo dessas figurinhas e costumo me atrapalhar com elas, “pagando mico”. Outro dia, um amigo ficou bravo comigo por causa de um emoji que, segundo ele, era inapropriado. Ainda assim, continuo mandando memes, emojis, gifs e todo tipo de figurinha, inclusive para o amigo bravão.

 

Voltando à “minha filha”, perguntei: “Fale para mim o nome de seus avós, mas quero o nome de todos eles.” Como a “minha filha” ficou em silêncio, desconfiei e mandei uma sequência interrogações. “Calma!”, foi a resposta seguida de mais emojis enigmáticos. Já quase certo de que eu estava sendo vítima de um golpe, fiquei animado e emendei: “Responda logo, porque vou fazer outras perguntas. Quero ter certeza de que você é a minha filha mesmo!”

 

O resto é história. A “minha filha” que falava comigo não era a ‘minha filha’, mas uma predadora, que desapareceu para todo o sempre.

 

FILIPE

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


4 comentários

Sem imagem de perfil

De Sandra a 12.12.2022 às 22:33

Mau mesmo ter gente que faz isso! Aqui em Portugal é o mesmo. Existe muita burla com o WhatsApp
Sem imagem de perfil

De Frei Gabriel a 14.12.2022 às 23:49

Eh, Mano!
Mudam as épocas e as espertezas ficam mais sofisticadas!
Você foi muito esperto!
Há gente muito inteligente caindo nesses golpes!
Imagem de perfil

De feldades a 19.12.2022 às 02:11

Tive sorte de pensar algo e deu certo. Apenas isso.

Comentar post





Comentários recentes

  • feldades

    Renato, essas fotos devem estar abrigadas em "nuve...

  • feldades

    Uma sobrinha resolveu o problema e minha alegria v...

  • Anónimo

    Sou eu, Renato.

  • Anónimo

    Perdi todas as fotos do meu celular, desde 2019. P...

  • Sandra

    Hoje em dia, as crianças já sabem mais de tecnolog...